Hospital Municipal de Gravatá ganha novos equipamentos cirúrgicos e utensílios médicos

0
98
Foto: Anderson Souza/SECOM

 

O espaço foi contemplado com mesas cirúrgicas, carros de anestesia e respiradores

 

 

Foto: Anderson Souza/SECOM

MaisAgreste, com SECOM

O bloco cirúrgico do Hospital Dr. Paulo da Veiga Pessoa, localizado no município de Gravatá, Agreste de Pernambuco, foi contemplado, durante a semana, com a chegada de novos maquinários – mesas cirúrgicas, carros de anestesia e respiradores – e utensílios médicos. O espaço também recebeu reformas estruturais em todas as salas.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os focos cirúrgicos, que permitem a iluminação para a realização de cirurgias, devem chegar em no máximo duas semanas. Para tanto, a equipe de engenharia da empresa licitada já fez as medidas das salas para agilizar a montagem dos equipamentos. No que diz respeito à esterilização dos utensílios, foi comprada uma autoclave, que também deve ser entregue em breve.

“O bloco cirúrgico voltará a funcionar com total responsabilidade e segurança, oferecendo, aos pacientes de Gravatá, equipamentos modernos e higienizados e uma equipe qualificada para atender com qualidade os que necessitarem do serviço, afirmou o secretário de Saúde, Luis Tito.

A secretaria explica ainda que o hospital realizou, nesta quinta (9), a compra de material instrumental cirúrgico (pinças, afastadores, bisturis, tesouras), que deve chegar em até 30 dias. Por outro lado, a equipe médica, que atuará no bloco, será chamada em breve, através do processo de Seleção Simplificada. Os nomes dos médicos classificados já foram divulgados e devem ocupar o cargo assim que for realizada a primeira chamada.

Outras mudanças devem acontecer nas próximas semanas, como a substituição das portas das salas, já que não é permitida a utilização de puxadores e fechaduras.

O prefeito Joaquim Neto reiterou o compromisso de levar aos gravataenses serviços de qualidade. “Saúde é coisa séria. É algo que deve ser tratado com cuidado e respeito. Ao assumir a gestão no início do ano, nos deparamos com uma situação preocupante, com máquinas quebradas, enferrujadas, um total caos, o que colocava em risco a vida de qualquer paciente que fosse submetido a uma cirurgia naquelas condições, destacou.

Ministério Público recomenda reforma no bloco cirúrgico no Hospital Municipal de Gravatá

A reforma estrutural também foi uma recomendação do Ministério da Saúde, que determina a ausência de quinas e frestas nas paredes e piso. O local deve ser todo arredondado, para evitar a proliferação de bactérias, que pode resultar em infecções hospitalares.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui