Pré-candidata Marília Arraes inicia agenda carnavalesca na cidade de Gravatá

0
524

 

A vereadora recifense participou do tradicional Bloco das Trichas, reviu os amigos e divulgou sua provável candidatura ao Governo do Estado

 

Foto: Arthur Marrocos

 

Igor da Nóbrega

A prévia carnavalesca desta quinta (9) em Gravatá, no Agreste do estado, foi marcada pela presença da pré-candidata ao Governo de Pernambuco, Marília Arraes (PT). Convidada pelo empresário Eduardo Cassapa e também pelo ex-vice prefeito Rafael Prequé, a vereadora recifense participou do tradicional Bloco das Trichas, caminhando com os foliões, revendo os amigos e divulgando sua provável candidatura para concorrer às eleições estaduais deste ano.

Em entrevista realizada junto ao site Mais Agreste, Marília Arraes falou sobre a satisfação em iniciar a agenda de carnaval no corrente município. “Nós estamos andando o estado, há algum tempo, e diagnosticando o que está acontecendo, ouvindo as pessoas, procurando saber quais são as áreas que precisam de mais atenção, mas agora é hora de festa, começando aqui em Gravatá”, disse.

Marília Arraes atendeu ao convite do empresário Eduardo Cassapa (esquerda) e do ex-vice prefeito de Gravatá, Rafael Prequé (direita). Foto: Divulgação

Sobre o atual cenário político estadual e as prováveis coligações a serem feitas, a pré-candidata destacou a necessidade urgente de mudança na administração estadual. “O pernambucano quer mudar pela via que não seja da mesma base do presidente Michel Temer, que é a outra opção existente aqui em Pernambuco, por isso nossa candidatura está recebendo novas adesões, tendo em vista a popularidade que possui o presidente Lula, pelo projeto que ele representa no Brasil”, explicou.

A vereadora afirmou ainda que a recente condenação de Lula junto ao Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4) não passa de um julgamento político, na tentativa de barrar a candidatura do ex-presidente. “O que está sendo julgado não é a pessoa do ex-presidente, mas todos os avanços e as conquistas sociais obtidas nos últimos tempos, como o Prouni e o Fies, que colocou pobres e negros na universidade. Tudo isso está sendo colocado em xeque pela elite, que sempre explorou a mão de obra do trabalhador brasileiro e que, a partir de agora, tá colocando em prática uma agenda negativa pro povo, por meio da reforma Trabalhista e da Previdência.  Eles sabem que se Lula for candidato, mesmo com todo esse bombardeio da mídia e do Judiciário, vai ser eleito”, concluiu.

Foto: Igor da Nóbrega/Mais Agreste

Marília Arraes foi homenageada no trio elétrico que conduziu o grupo Levada do Guetto, tendo uma faixa fixada para o público.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui