Em Gravatá, ‘Dia D’ de vacinação contra a gripe recebe centenas de pessoas

0
169

 

A imunização aconteceu na Praça da Matriz, localizada no Centro da Cidade, em unidades de saúde e outros locais considerados estratégicos

 

Foto: Anderson Souza / SECOM Gravatá

 

Mais Agreste, com SECOM

 

O último sábado (12) foi marcado pelo dia D da campanha de vacinação contra os vírus da gripe em todo o Brasil. No município de Gravatá, Agreste de Pernambuco, a Praça da Matriz, localizada no Centro da Cidade, unidades de saúde e outros locais considerados estratégicos receberam centenas de pessoas.

“Todo ano eu faço questão de me vacinar e me proteger contra a gripe, porque é uma doença que incomoda demais. E agora foi bom porque eu tava passando aqui na frente e resolvi aproveitar logo para tomar a vacina,” contou a aposentada Solange Carmo, 71 anos, aproveitou a ida à feira para se vacinar.

A vacina protege contra os vírus influenza A cepa H1N1, A cepa H2N3 e influenza B. O secretário de Saúde, Dr. Luís Tito, reforçou a importância da vacinação. “Com a chegada do inverno, aumentam as chances da proliferação dos vírus e o nosso estado já registrou, este ano, casos graves da doença. Nossa missão é realizar a prevenção, imunizar os gravataenses, porque infelizmente a H1N1 é uma doença grave e o melhor tratamento é a prevenção”, explicou.

 

O prefeito de Gravatá também aproveitou a ocasião para ficar imunizado contra os vírus. “Nossa cidade está preparada para atender a todos e é importante que a população faça sua parte, que vá a uma das unidades e tome a dose da vacina, não podemos vacilar quando a questão é saúde”, afirmou.

 

Sobre a campanha

A campanha, que segue até 1º de junho, tem como meta vacinar cerca de 20 mil gravataenses pertencentes ao público-alvo contra o vírus influenza, que causa a gripe e pode levar a uma infecção respiratória grave.

Quem deve tomar a vacina

Quem deve tomar a vacina contra a gripe? Maiores de 60 anos, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, indígenas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Como se vacinar

Para se vacinar, o interessado deve levar um documento com foto e, se possível, a carteirinha de vacinação e o cartão SUS.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui