Secretaria da Mulher promove ações de combate ao tráfico de pessoas em escolas de Gravatá

0
217

 

A iniciativa vai ao encontro das graves violações dos direitos humanos

 

Fotos: Anderson Souza / SECOM

 

Mais Agreste, com SECOM

 

O tráfico de pessoas e a exploração sexual foram temas expostas pela Secretaria da Mulher de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, na manhã desta segunda (30). A iniciativa, que vai ao encontro das graves violações dos direitos humanos, vem contando com palestras educativas de sensibilização e mobilização nas escolas do município.

Os adolescentes precisam entender o que é o tráfico de pessoas, para quê eles saibam se proteger e não caiam na malha do tráfico. Ao chegar promessas vantajosas, ele deve analisar com cuidado, porque o traficante se aproveita dos sonhos deles e da vulnerabilidade social, econômica e emocional, e acaba criando armadilhas com propostas para agência de modelos e times de futebol falsos, por exemplo”, explicou a palestrante Jeanne Aguiar.

A secretária da Mulher, Taciana Medeiros, alerta sobre os perigos e ressalta a importância da campanha preventiva. “O trabalho de prevenção é tão importante quanto o de apreensão e denúncias. Precisamos estar atentos a esse crime, que, infelizmente, pode acontecer em qualquer parte”, afirmou.

A aluna da Escola Amenayde Farias, Maria Luísa Silva, 14 anos, conta sobre o que aprendeu e como isso mudará sua rotina. “Saio daqui mais cuidadosa, tendo mais cautela quanto as minhas redes sociais, ao falar com estranhos, porque o perigo está por toda parte e não podemos deixar que as pessoas maldosas se aproveitem de nossos sonhos para praticar crimes”, disse.

A atividade, que acontece até esta terça (31), conta com o apoio do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui