Em Gravatá, prefeito faz doação de terreno para construção de um abrigo para animais de rua

0
129

 

A iniciativa reuniu autoridades locais, além de médicos veterinários, professores e estudantes do curso de Medicina Veterinária da UFRPE e o pároco Pe. João Paulo

 

Foto: Bruna Oliveira/ SECOM

 

Mais Agreste, com SECOM

 

Em atitude inédita da cidade de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, o prefeito Joaquim neto anunciou publicamente, na sede da Prefeitura, a doação de um terreno municipal para a construção de um abrigo destinado aos animais de rua abandonados. A iniciativa, que aconteceu na noite desta quarta (5), reuniu autoridades locais, além de médicos veterinários, professores e estudantes do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal Rural de Pernambuco – (UFRPE) e o pároco Pe. João Paulo.

A doação foi aprovada pela Câmara Municipal dos Vereadores, na última segunda (3), através da Lei nº 3782/2018. O terreno é localizado na área verde do Loteamento Redenção, entre as ruas Caetano Tavares e Martiniano José Fernandes, no bairro do Salgadão. O total da área é de 6.840m².

O Prefeito Joaquim Neto destaca a satisfação de assinar a Lei. “Estou muito feliz por esse projeto de lei ter sido aprovado, pois irá beneficiar justamente os animais de rua, que são os que mais precisam. Vamos ajudar também a ONG ‘Anjos da Vida Proteção Animal de Gravatá’, a quem foi destinada essa área para construir um local onde esses animais poderão viver assistência e de modo tranquilo”, disse.

A professora da UFRPE da área de cirurgia de pequenos animais, Graziele Aleixo, explica a importância do abrigo para o município. “É uma ótima iniciativa. Inclusive, serve de exemplo para outras prefeituras, pois quando andamos nas ruas das cidades, encontramos muitos animais abandonados. Isso gera um problema muito grande para a sociedade como um todo. Então, com atitudes como essa, temos a possibilidade de ter um controle maior do abandono e, também, das doenças que assolam os animais quando estão na rua e sem nenhuma assistência veterinária”, ressaltou.

Por sua vez, o padre João Paulo explica que toda iniciativa em prol aos animais é importante. O líder religioso foi responsável por adotar a cadela Bolinha, falecida em 2018, conhecida no município por frequentar as missas na Igreja da Matriz de Sant´Ana. “Tudo aquilo que se faz em favor dos animais é importante em nossa cidade. O terreno que foi doado hoje pelo prefeito Joaquim Neto é mais um passo em prol das ações, que vêm sendo realizadas em Gravatá. Esta é uma ação que realiza um desejo de todos em dar um lugar seguro e agradável para nossos animais. Só tenho a agradecer e parabenizar a gestão pela iniciativa”, afirmou.

Sobre a ONG Anjos da Vida Proteção Animal de Gravatá

Presidida pelo Sr. João Salgado, a Organização Não Governamental Anjos da Vida Proteção Animal de Gravatá é uma instituição sem fins lucrativos. A ONG, que, atualmente, conta com o apoio da Prefeitura Municipal, irá gerenciar o funcionamento do abrigo.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui