PE é o 2º estado do Nordeste com maior número de atrasos salariais por parte das Prefeituras, aponta CNM

0
180
Sede da COnfederação Nacional dos Municípios

O pagamento do mês de dezembro está comprometido em pelo menos 30 gestões municipais pernambucanas

Sede da COnfederação Nacional dos Municípios

Mais Agreste

A situação fiscal delicada de municípios pernambucanos, no fim deste ano, foi confirmada pelas prefeituras que participaram de um questionário elaborado pela Confederação Nacional dos Municípios – CNM. Em dados divulgados nesta segunda (17), o pagamento do mês de dezembro está comprometido em pelo menos 30 gestões municipais, fato que coloca o estado em 2º colocado em nível de Nordeste no que diz respeito aos atrasos.

De acordo com o CNM, os números da crise fiscal podem ainda ser maiores, já que nem todas as cidades responderam ao questionário. O nome dos municípios inadimplentes não foi revelado pela Confederação.

Com relação ao 13º salário, 13 prefeituras afirmaram que vão atrasar o pagamento, o que corresponde a 7,73% do total que responderam ao questionário. A folha salarial de dezembro não será cumprida por 30 prefeituras, número equivalente a 23,07%. Destas, 12 informaram que estão dependendo de repasses financeiros para quitar ou não os salários.

Os números podem ser considerados ruins se comparados de norte a sul do país, já que, segundo os dados, 4,1 mil das 4,5 mil prefeituras avaliadas disseram que as remunerações estão em dia. Em 705 delas deve haver atraso nos pagamentos.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui