Dasta & The Smokin’Snakes retorna ao Gravatá Jazz Festival com o melhor do rock dos anos 50

0
194

Com clássicos de Charlie Feathers, Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Arthur Big Boy Crudup, Johnny Knight e Carl Perkins e músicas autorais, o grupo não deixou ninguém parado

Na imagem, o vocalista Dasta Gomes (Esquerda) e o guitarrista Bruno Oliveira (Direita). Foto: Fernando da Hora / SECOM

Igor da Nóbrega – Mais Agreste

A abertura do Gravatá Jazz Festival 2019 mergulhou no melhor do rock and roll dos anos 1950. Assim como aconteceu na segunda edição do evento (2017), o grupo Dasta & The Smokin’Snakes colocou o público presente para dançar com grandes sucessos de Charlie Feathers, Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Arthur Big Boy Crudup, Johnny Knight e Carl Perkins, além de músicas autorais do grupo. A apresentação aconteceu na noite deste sábado (2), no pátio de eventos Chucre Mussa Zarzar.

Para o vocalista Dasta Gomes, a satisfação em retornar ao município de Gravatá e participar novamente do pontapé inicial do evento é imensa. “Assim como da outra vez, o público esteve sempre empolgado e interagindo com a gente. Neste período, é uma opção alternativa de cultura, porque foge da mesmice que acontece em outras cidades. Gostaria de agradecer ao prefeito Joaquim Neto e a Papalleo, como também toda a imprensa que nos acolheu com muito carinho. Já ficamos fã de Gravatá e Pernambuco e espero que a gente venha mais vezes a este belo festival. Vida longa”, afirmou.

A baixista Renata Soares é integrante da formação original do grupo. (Foto: Fernando da Hora / SECOM)

Integrante da formação original da banda, a baixista Renata Soares explica a responsabilidade em participar de um dos principais eventos de jazz e blues do Brasil. “Na primeira vinda, que era o início da banda e havíamos ensaiado muito pouco, foi muito bom, mas foi uma estreia muito nervosa e deu aquele friozinho na barriga. Desta vez, a gente tava bem mais seguro, então foi um show bem mais interativo, conseguimos participar mais e passar pro público qual é nossa ideia”, destacou.

Surgida em 2016 na cidade de Natal-RN, a idealização e o formato da banda foram ideias que partiram do próprio Dasta Gomes. “Isso é uma fixação, uma doença, uma loucura e uma paranoia que eu sempre tive desde pequeno. Sempre tentei formar um grupo que comprasse essa loucura junto comigo e acabei encontrando as pessoas certas para dar sequência ao trabalho. É o que eu gosto, é o que o pessoal também gosta e fazemos com a maior dedicação. É muito bom quando as pessoas curtem e rola essa troca de energia interessante”, concluiu o vocalista.

Atualmente, Dasta & The Smokin’Snakes tem à frente Dasta Gomes (vocal), Bruno Oliveira (guitarra), Renata Soares (baixo) e Felipe Viana (beteria).

Jam Session no La Fondue

Após a apresentação no pátio de eventos, o grupo realizou um jam session no restaurante La Fondue, uma das casas oficiais do Gravatá Jazz Festival 2019.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui