Gravatá intensifica campanha nacional de vacinação contra a gripe; meta é atingir 95% dos grupos prioritários.

0
77

Além das Unidades de Saúde da Família disponibilizarem as doses, duas unidades móveis também estão imunizando a população

Fotos: Ricardo Labastier/ SECOM

Mais Agreste, com SECOM

A Secretaria de Saúde do município de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, continua intensificando a campanha de vacinação contra a influenza. Através disso, todas as Unidades de Saúde da Família estão disponibilizando as doses. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para a cidade é de 95% do total dos grupos prioritários.

Na última quarta (8), foram instaladas duas unidades móveis para atender a população no prédio da Secretaria de Finanças, no Centro da Cidade, e no prédio do Bolsa Família, no Prado. A iniciativa, que visa beneficiar a população residente em regiões mais distantes dos postos, acontecerá até o dia 17 deste mês.

“A importância de se imunizar contra a influenza é muito grande, principalmente, para aqueles que se encontram dentro dos maiores fatores de risco, como é o caso dos idosos, por exemplo. Estamos nestes postos volantes para vir até a população e buscar ativamente quem necessita se vacinar,” afirmou Luciana Maria, técnica de enfermagem responsável pelo atendimento no loteamento Santana, localizado no bairro do Salgadão.

Segundo a Secretaria de Saúde, os postos móveis vacinaram mais de 150 pessoas na manhã desta quarta. Por sua vez, nesta quinta (9), será realizado o mutirão de vacinação no bairro do Cruzeiro; no Residencial Nova Vida, nº 3, localizado na Rua Luciana Nunes, nº 47; e na rua Manoel Bandeira, por trás do Bar da Salada. Já na sexta-feira (10), será a vez do bairro Porta Florada receber as equipes de imunização.

“Estamos imunizando não só contra a H1N1, mas, também, contra outros tipos de gripe. Pedimos que a população não deixe de se vacinar, pois esta é a melhor forma de prevenção contra doenças,” alerta o diretor da Atenção Básica do município, Jefferson Bezerra.

Nos bairros, os atendimentos das estruturas móveis acontecem das 8h às 13h.

Confira abaixo os grupos prioritários:

– Crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos;
– Grávidas em qualquer período gestacional;
– Puérperas (até 45 dias após o parto);
– Trabalhadores da saúde;
– Povos indígenas;
– Idosos;
– Professores de escolas públicas e privadas;
– Pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais (problemas respiratórios, diabéticos, hipertensos, transplantados);
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;
– Funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade;
– Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. De acordo com o Ministério da Saúde, o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros das Forças Armadas.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui