Gravatá deve atingir meta da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza nos próximos dias

0
190

O município do Agreste pernambucano já vacinou quase 83% da população que está inserida nos grupos prioritários

Foto: Ricardo Labastier/ SECOM

Mais Agreste, com SECOM

A cidade de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, já imunizou quase 83% da população na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. O número está perto da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 90% dos chamados grupos prioritários.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, as doses estão disponíveis em todas as Unidades de Saúde da zona rural e urbana até a próxima quinta (31), data que marca o último dia de campanha.

“A vacina contra a influenza é feita com o vírus morto e fragmentado, logo, esse vírus não é capaz de causar a doença em quem é vacinado. A dose atua na produção de anticorpos. Lembramos que a vacina protege contra os 3 tipos de vírus mais comuns e perigosos, que são os tipos A, B e C,” explica a coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI), Isleide Silva.

A expectativa é a imunização dos quase 8% restantes até o próximo sábado (25). Para tanto, um posto fixo funcionará, até esta sexta (24), em frente ao prédio da Secretaria de Finanças, que está localizado na Rua Rui Barbosa, 150 – Centro, de 8h às 12h. O veículo funciona em estrutura móvel, reunindo todos os materiais necessários para os procedimentos, de maneira segura e eficaz.

Confira abaixo se você está entre os grupos prioritários de vacinação:
– Crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos;
– Grávidas em qualquer período gestacional;
– Puérperas (até 45 dias após o parto);
– Trabalhadores da saúde;
– Povos indígenas;
– Idosos;
– Professores de escolas públicas e privadas;
– Pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais (problemas respiratórios, diabéticos, hipertensos, transplantados);
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;
– Funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade;
– Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. De acordo com o Ministério da Saúde, o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros das Forças Armadas.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui