Conferência Municipal de Assistência Social chega à 10ª edição em Gravatá

0
133

O evento contou com a presença de representantes do governo municipal e da sociedade civil, além de membros de conselhos ligados à pasta

Foto: SECOM

Mais Agreste, com SECOM

A terça-feira (6) no município de Gravatá, Agreste do estado, foi marcada pela realização da 10ª Conferência Municipal de Assistência Social. Realizado no Hotel Porto da Serra, o evento contou com a presença de representantes do governo municipal e da sociedade civil, além de membros de conselhos ligados à pasta.

De acordo com a secretária de Assistência Social, Ana Lourdes, o encontro é um espaço amplo e democrático de discussão e articulação coletiva em torno de propostas e estratégicas de organização. “Sua principal característica é a de reunir o governo e a sociedade civil organizada para debater e decidir as prioridades nas políticas públicas. Buscamos, através desse evento, promover um atendimento qualitativo e mais eficiente àqueles que são atendidos pelos programas do poder público,” explicou.

Através da temática Assistência Social: Direito do povo com financiamento público e participação social, a abertura da conferência acompanhou a palestra do consultor da Secretaria de Assistência Social de Gravatá, Tiago Soares. Na ocasião, o palestrante ressaltou a importância da elaboração coletiva das políticas que norteiam o serviço público do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

“Conferência, como o próprio nome já diz, é um evento que faz com que nós possamos conferir o que tem sido feito e como tem sido feito, pra podermos avançar mais ainda no que diz respeito aos programas de assistencialismo no município. É importante que participemos e reflitamos juntos em relação às novas propostas referentes ao SUAS e, assim, possamos aprimorar o serviço oferecido,” destacou a coordenadora do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) I, Ana Cláudia Martins.

Os grupos participantes, que estavam divididos entre os três eixos temáticos da conferência, debateram sobre direito do povo, financiamento público e participação social. Ao se reunir, cada equipe estabeleceu as metas que definirão o trabalho da assistência nos próximos anos.

Além da secretária de Assistência Social e do secretário Executivo, Fernando Júnior, estiveram presentes o prefeito Joaquim Neto e os secretários de Saúde, Luiz Melo, da Mulher, Taciana Medeiros, de Governo, Léo Giestosa, de Planejamento, Joeides Pereira, além de membros dos Conselhos Tutelar, da Pessoa com Deficiência, do Direito da Criança e do Adolescente, da Saúde, da Educação e da Assistência Social.

“Quando nossa gestão iniciou, uma das coisas que estavam abandonadas no município foram as políticas públicas. Começamos praticamente do zero. Entendemos a importância de fortalecer essas políticas, porque isso significa fortalecer também a população, da criança ao idoso. Através dessas discussões com o povo, podemos gerar bons frutos e quem ganha são os próprios gravataenses,” registrou o prefeito.

Realização das conferências de Assistência Social

Por meio de temáticas previamente estabelecidas, as conferências de Assistência Social acontecem a cada dois anos. Na ocasião, também são eleitos os delegados designados para escolher as melhores propostas a serem apresentadas durante a conferência estadual, que, este ano, acontecerá no dia 30 de setembro, com local ainda a definir.

Em seguida, acontece o evento em nível nacional, momento em que todas as contribuições e metas do país são apresentadas e votadas para a definição das propostas governamentais para todo Brasil.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui