GRAVATÁ: Alunos de escola municipal realizam passeata em campanha contra o suicídio

0
358

Cerca de 50 estudantes da Escola Capitão José Primo de Oliveira distribuíram abraços, panfletos e laços amarelos pelas ruas do Centro da Cidade

Foto: Bruno Santanna / SECOM

Mais Agreste, com SECOM

A campanha Setembro Amarelo vem mobilizando a rede de ensino municipal de Gravatá, no Agreste do estado. Nesta quarta (25), cerca de 50 estudantes da Escola Capitão José Primo de Oliveira saíram pelas ruas do Centro da Cidade distribuindo abraços, panfletos e laços amarelos em campanha contra o suicídio.

Os alunos usaram ainda uma faixa para chamar à atenção dos pedestres e condutores de veículos, com a mensagem Educação se faz respeitando as pessoas.

“Hoje, espalhamos bilhetes de empatia pela cidade. Foi a primeira vez que participei de uma ação como essa e foi muito legal. Temos que falar coisas boas para as pessoas que possam estar deprimidas. Precisamos salvar vidas. Eu não conhecia nada sobre a campanha do Setembro Amarelo, mas, agora que sei, vou tentar sempre ajudar alguém que esteja precisando”, destacou a aluna do 7° Ano da instituição de ensino, Kauany Vitória.

A iniciativa foi resultado de um projeto pedagógico desenvolvido em sala de aula, trabalhado durante o mês de setembro. A professora Lúcia Mércia explica o motivo da escola ter abordado o assunto entre os estudantes. “Nós tivemos essa ideia por causa do alto índice de suicídio em todo o país, nos últimos anos. Trabalhamos essa temática, também, com as turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e muitas histórias foram compartilhadas por eles. Então, essa foi a forma que encontramos de conscientizá-los sobre o problema. Com isso, pretendemos contribuir, não só com quem tem tendência ao suicídio, mas, também, com quem conhece ou convive com pessoas que enfrentam a depressão, para que suicídios sejam evitados”, afirmou.

Durante todo o mês, a Prefeitura de Gravatá tem desenvolvido atividades de conscientização sobre a campanha nas Unidades Básicas de Saúde (USB´s), escolas, e em todas as instituições que prestam serviços de convivência no município.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui