Secretaria de Saúde nega negligência médica sobre os cinco óbitos no Hospital de Gravatá

0
428

No momento do plantão, a equipe médica estava completa, com quatro clínicos atuando na unidade

Foto: Bruna Oliveira / SECOM

Mais Agreste, com SECOM

A Secretaria de Saúde de Gravatá divulgou, na tarde desta sexta (3), uma nota informando sobre os cinco óbitos ocorridos no Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa, no último dia 2 de janeiro. Segundo a informação, não houve qualquer tipo de negligência médica os casos fatais não passaram de uma infeliz coincidência, já que, no momento do plantão, a equipe médica estava completa, com quatro clínicos atuando na unidade.

Confira abaixo a nota na íntegra:

NOTA

Dos cincos óbitos ocorridos, dois eram pacientes internos. O primeiro paciente, de 83 anos, estava interno desde o dia 29 de dezembro, com quadro de infecção respiratória. O outro paciente, de 71 anos, foi internado no dia 02 de janeiro apresentando quadro oncológico com graves lesões na pele.

A Prefeitura de Gravatá, vem por meio de nota, esclarecer o fato ocorrido no plantão do dia 02 de janeiro de 2020, no Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa.

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, lamenta a infeliz coincidência dos óbitos ocorridos e deixa claro que não houve qualquer tipo de negligência médica, nem falta de atendimento. No plantão citado, a equipe médica estava completa, com quatro clínicos atuando na unidade.

De acordo com a direção do hospital, dos cincos óbitos ocorridos, apenas dois eram pacientes internos. O primeiro paciente, de 83 anos, estava interno desde o dia 29 de dezembro, com quadro de infecção respiratória. O outro paciente, de 71 anos, foi internado no dia 02 de janeiro apresentando quadro oncológico com graves lesões na pele.

Os outros três pacientes deram entrada no plantão do dia dois de janeiro, sendo atendidos de forma emergencial, apresentando quadro de gravidade. Um deles, o paciente, de 73 anos, deu entrada às 23h20, já em parada cardiorrespiratória, sem sinais vitais. O outro paciente, de 76 anos, deu entrada às 12h15, apresentando estado grave com quadro de choque séptico de foco urinário. A terceira paciente, de 77 anos, deu entrada na unidade às 21h19 trazida pelo Corpo de Bombeiros, com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A Prefeitura de Gravatá se solidariza com a dor dos familiares e repudia qualquer ato que envolva “politicagem” de forma desrespeitosa com os pacientes e se coloca à disposição para qualquer esclarecimento dos familiares, imprensa e população em geral.

Dos cincos óbitos ocorridos, dois eram pacientes internos. O primeiro paciente, de 83 anos, estava interno desde o dia 29 de dezembro, com quadro de infecção respiratória. O outro paciente, de 71 anos, foi internado no dia 02 de janeiro apresentando quadro oncológico com graves lesões na pele.

Os outros três pacientes deram entrada no plantão do dia dois de janeiro, sendo atendidos de forma emergencial, apresentando quadro de gravidade. Um deles, o paciente, de 73 anos, deu entrada às 23h20, já em parada cardiorrespiratória, sem sinais vitais. O outro paciente, de 76 anos, deu entrada às 12h15, apresentando estado grave com quadro de choque séptico de foco urinário. A terceira paciente, de 77 anos, deu entrada na unidade às 21h19 trazida pelo Corpo de Bombeiros, com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A Prefeitura de Gravatá se solidariza com a dor dos familiares e repudia qualquer ato que envolva “politicagem” de forma desrespeitosa com os pacientes e se coloca à disposição para qualquer esclarecimento dos familiares, imprensa e população em geral.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui