Prefeito de Gravatá confirma primeiro caso suspeito de coronavírus no município

0
1492

A vítima está isolado numa ala do Hospital Municipal de Gravatá, mas será transferida para o Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru

Foto: Smith Collection / GADO

Igor da Nóbrega

O prefeito de Gravatá, Joaquim Neto, confirmou, na noite desta quinta (26), o primeiro caso suspeito do novo coronavírus na cidade de Gravatá, Agreste do estado. A vítima, um homem de 64 anos, com histórico de diabetes e hipertensão, está isolado numa ala do Hospital Municipal Dr. Paulo da Veiga Pessoa.

“A gente sabe que é um paciente que não viajou, que não saiu de Gravatá, mas que teve contato com outras pessoas. A família dele também ficará de quarentena”, explicou prefeito, durante uma Live realizada no Facebook.

O homem, que está com insuficiência respiratória, cefaleia e febre, será transferido para o Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, ainda no Agreste pernambucano, para realizar o exame que irá detectar a presença ou não do COVID-19 e ser avaliado por infectologistas. O estado de saúde da vítima é estável.

“O paciente encontra-se em uma área isolada e já foi pré-regulado pela Central de Leitos do Estado de Pernambuco, conforme protocolo instituído pela Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco”, afirmou o secretário de Saúde, Luiz Ribamar.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui